21 de jan de 2008

DONZELA


na sombra de um carvalho
chora pesarosa a donzela
não merecia tamanho ralho
uma criatura assim tão bela

depois de um dia de trabalho
parte imaginada numa caravela
içando as velas com orgulho
planta-se na proa de sentinela

com a tarde cai o orvalho
mesmo a pedir um borralho
para aquecer a alma dela

há algo de distorcido nela
a sua vida nunca foi bela
mas não merece o enxovalho

Atit Ordep

Foto de Maria Flores

Nenhum comentário: