15 de jan de 2009

NO DIA EM QUE O AMOR MORREU


no dia em que o amor morreu
não me apeteceu mais chorar
foi mais um dia que anoiteceu
sem ti, no horizonte do acordar

tudo não passou de um lamento
um transtorno para o coração
agora tenho de procurar alento
dar à alma uma dose de emoção

no dia em que o amor nascer
será de novo nota de sensação
virá sem medo de se perder
sem temor de alguma restrição

no dia em que eu morrer
vou contar apenas os dias
em que valeu a pena viver
aqueles repletos de alegrias

Atit Ordep

Foto de Daniel Oliveira

Nenhum comentário: