12 de jul de 2011

DESCRENÇAS



Desacreditei dos amores
Amores são efêmeros
assim como a vida
ele é passageiro
Quisera que o amor
Durasse como o rancor
Que não trouxesse tanta dor
Vivemos enganados
pensamos que somos amados
amor não existe
O que existe É interesse.
.
Ferina*izil*

Nenhum comentário: