27 de set de 2010

CARÊNCIA




Quanto compasso
o tempo exige
estar imóvel
como um quadro?

como uma estátua
bela e triste
Alheia ao palco
e seus requintes

O som do seu vazio
espanta, mas sua dança
é uma nudez
de sentimentos

Ferina*Karolina B

Um comentário:

Juan disse...

Karolina

Lo que expresas con el alma
lo comprendo a pie juntillas
pues lo expresa la bailarina
que en el escenario baila.

Un abrazo

Juan Antonio