16 de abr de 2007

FERA


Estou ferida.
Fera traída.
Urro, esmurro
o ar, o vento,
o pensamento.
Vocifero,
espero
a hora certa,
rua deserta,
de surpresa
minha presa
derrubo,
arranho,
sangro,
bebo,
degusto,
devoro
com prazer,
Você!
.
Suely Ribella ©

2 comentários:

"FERINUS" disse...

Poxa, arrasou heim amiga, é voce disse que não nao fazia poesias deste tipo..eheheh
Esta otima.
beijos

Roberto disse...

Uepa! Muito bom!! Arrepiou!