20 de jun de 2007

CHAMA DA PAIXÃO


Amei-te de verdade
como ama um desesperado
Amei-te como se fosses único
Amei-te com toda força,
Esperei-te todos os dias
como se espera o dia raiar
Eu tinha tantas certezas
Tantas coisas acreditei
Esperei realmente
que um dia virias

comigo se encontrar
Enganei-me, eu sei.
Você não quer ser amado
Não sabe ser assim amado

És covarde, és fraco
Amor demais te sufoca
Mata a chama da paixão

.
Ferina*izil*
Foto Maria Flores

Um comentário:

Henrique Correia disse...

A praia dele se calhar era outra. te cuida.