19 de jun de 2007

ILUSÃO


Pressinto que não virás,
e que meu não serás,
mas te sonho e te espero...
Ah, quanto quero
ter-te sempre comigo,
cúmplice, amigo,
amante, amado,
apaixonado!...

E assim me iludindo,
sigo sorrindo,
te sonhando
e te esperando...
E nessa ilusão,
cheia de emoção
vivo, poeto e canto
por te amar tanto...
.
Suely Ribella ©

Um comentário:

Anônimo disse...

Continua vivendo e poetando que os leitores agradecem. Bj nel cuore, Bella!