16 de jun de 2010

REPARA...


Teu prazer
em me deixar triste,
não é a mim que faz mal,
é a ti mesmo...
Teus atos
premeditados,
já não me atingem mais,
mas atingem a ti...
Teu comportamento
já é previsível,
é esperado,
não surpreende mais...
Repara que eu
não deixo de sorrir,
não desanimo,
sigo em frente...
E tu? como estás?
Não precisas me dizer...
eu sei...
.
Suely Ribella ©

Nenhum comentário: