29 de out de 2008

ESTOU TÃO CANSADO


Estou tão cansado
mesmo moído
quase moribundo
quero fechar os olhos
sinto um formigueiro morno
percorrer os meus ossos
da cabeça aos pés
quero desfazer-me
deste corpo sem energia
desligar este cérebro
avariado
não pensar mais
nunca mais sonhar
não pensar em nada
nada, mesmo nada
entrar num vácuo
ser sugado por buraco negro
e desaparecer
para longe, longe
muito longe
de ti.

Atit Ordep

Nenhum comentário: