21 de set de 2007

NA BEIRA DO ABISMO


na beira do abismo
inclino-me
e vejo a minha imagem reflectida
no medo
e no pudor da vida acanhada

na beira do abismo
experimento a sensação
de uma emoção forte
percorre-me o corpo
o gozo da queda
e imagino-me morto no asfalto

na beira do abismo
onde eu vivo
a vida é uma miragem
os cães vadios
são meus irmãos
a solidão
é minha companheira

Atit Ordep

Foto de Nuno Estrela

Nenhum comentário: