30 de set de 2007

SEI LÁ



sei lá
se valeu a pena
andar à chuva descalço
sei lá
se valeu a pena
sonhar um futuro cinematográfico
sei lá
se valeu a pena
copiar os versos de Neruda
sei lá

sei lá
se vale a pena
acreditar na mentira
sei lá
se vale a pena
fugir da realidade
sei lá
se vale a pena
ser um cobarde disfarçado
sei lá

sei lá
se valerá a pena
cobrir teu leito de rosas
sei lá
se valerá a pena
acender velas no quarto
sei lá
se valerá a pena
deixar Ravel ecoar na penumbra
sei lá

sei lá
se valeu a pena esperar
se vale a pena acreditar
se valerá a pena chorar
sei lá

Atit Ordep

Nenhum comentário: