7 de dez de 2007

SECA


não sei de nada
apenas estas mãos
tementes da solidão
se agitam nervosas
já esperei demais
pela estação das chuvas
corações ressequidos
que mirram ao sol
são devorados por predadores
já vi nuvens no horizonte
mas da chuva nem sinal
só os sapos enterrados na lama seca
vão sobreviver ao primeiro beijo da chuva

Atit Ordep

Um comentário:

Bichinho disse...

Beijo fantasma.