30 de jul de 2008

APATIA


Não há um pingo só de amor
nos versos que hoje faço
nesta noite fria...
o coração parece nem bater,
não há sorriso na face,
nem brilho, ainda que fraco, no olhar...
nada há que denuncie
a presença de vida em mim...
Assim, sem sentires, sem vontades,
vou juntando letras,
formando palavras, frases,
num texto sem vida
e sem você...
.
Suely Ribella ©

Um comentário:

Nanda Assis. disse...

neste blog sobra inspiração e sentimento.
bjosss...