3 de dez de 2008

PERPLEXO



Este é um poema
sem nexo,
nem côncavo,
nem convexo,
não fala de sexo,
é apenas reflexo
de um palavreado
complexo,
desconexo
e circunflexo...

A você,
que leu perplexo,
deixo aqui
em anexo
meu caloroso amplexo...
.
Suely Ribella ©

2 comentários:

Dd ^^ disse...

Oi Su... lindo seu poema... e ñ é complexo, mas de forma alguma sem nexo vai!!! risos...

Um beijo da Ferina Dd ^^

melia kindler disse...

O blog está magnífico! Parabéns pela iniciativa. Só poemas lindos!!!

*-*
Adorei aqui!!!

Beijos!