7 de ago de 2010

ME DERRETO



Ando

Fazendo de mim

Zelando pela parte
Que me cabe


Cuido

Que o círculo de fogo

Comporte ao redor
Pequeno
corpo desprezado

Mantenho

Intacta as mãos geladas
Que tocam peles quentes
-distâncias calculadas -

Meu frio
Escarnecedor

É um submundo

Perto, íntimo, louco
-sem permitir- o calor

Ferina*Karolina B

Um comentário:

Karol ---de BH--- disse...

oi iziiiillll
estou aqui lembrando lendo alguns textos e me apaixono cada vez mais. No final do ano vou juntar textos de cada autor do blog, nao sei se todos. Vou pensar. Mando pra gráfica, vou encadernar bem bonito, pois quero levar (ler) essas palavras onde estiver. ^___^