24 de dez de 2010

REFLEXÕES NATALINAS

Nunca sonhei
com príncipe encantado,
não pensei
em morar em castelos
ou frequentar
festas em palácios,
não fui princesa,
nem cinderela,
não tive varinha mágica,
nem sapatinho de cristal.
Não me apaixonei,
nem enlouqueci
por nenhum artista.
Escapei dessas sandices,
mas até descobrir,
por mim mesma,
que o Papai Noel
era o meu pai,
acreditei no bom velhinho.
.
Suely Ribella ©

Um comentário:

Néia disse...

Oi Suely...
Passo com frequência no blog da Izil,aliás a Izil é minha querida.Aqui já passei outras vezes e acho o blog lindo e versátil com pessoas diferentes escrevendo, isto dá um charme maior a tudo.Embora pareça triste esta descoberta sobre o Papai noel, penso que ainda é mais gostoso todo o tempo que sem saber, ficamos esperando por ele. Mesmo diante de tudo, e olha que às vezes a vida não é nada fácil comigo, ainda me encanto com o Papai Noel. Alguns dizem que sou louca, acho mesmo que preciso deste encanto para viver.
Beijos a todos e um Feliz Natal com um 2011 iluminado e cheio de novidades assim como este espaço.
Neia Felippe