21 de abr de 2007

ESTOU CHORANDO



Estou chorando
Sangrando por dentro
Alguém que eu conhecia tão
pouco morreu
Morreu sem me conhecer
Sem saber de mim qualquer coisa
Não podia, não queria,
não sabia, não nada.
Nada fez para nos unir,
mesmo assim levou minha
metade ao morrer
Não se aproximou
Viveu sem me fazer saber de si
Era meu estranho
Era meu amado
Era meu pai
Adeus meu pai


Ferina*izil*
Foto de Antonio Manuel Pinto da Silva

Um comentário:

Menina do Rio disse...

Isso é triste, mas como dizes ele não se aproximou, nem tentou ver o amor que tinhas...

beijos