10 de mai de 2007

ATORMENTADA


Estou quieta,
me escondendo,
estou tentando
me acalmar...
preciso evitar
o bote, o ataque,
fera que sou,
ferida que estou,
machucada,
atormentada...
estou tentando
não acabar
contigo,
comigo,
com ele...
o nosso amor...
.
Suely Ribella ©

Um comentário:

Roberto disse...

Fera ferina, suas poesias são muito bonitas. Perfeitamente compreensíveis. Saem da alma. Parabéns!