6 de jun de 2007

FELICIDADE NA ESCURIDÃO


Entre a noite e o dia
vivo mil personagens
no meu mundo oculto.
Caminho para a
extinção
do meu ser
mais rápido
do que gostaria
Tenho a solidão

como companheira,
pois ela é a única

que me traz paz.
Entre o dia e ä noite
vivo tormentos reais.
Vivo sobre o fio

da navalha,
Sou oprimida,

testada,
chantageada.
Todo meu ser

se contrai ao ter
que enfrentar a claridade.
Gosto da noite,

pois é onde
me escondo

dos meus carrascos diurnos.
Agora eles dormem,
e não podem me atacar
Assim sou livre

por algumas horas escuras.



Ferina *izil*
Foto de Jet



2 comentários:

Karol disse...

Ferina *Izil* seu texto é uma verdade doída. Gostei muito...
*Demorei um pouco para lhe visitar (depois do convite no Recanto), mas cheguei. Gostaria sim de postar no seu blog minhas poesias. Disponibilize um e-mail e eu farei com prazer. Bjos
Karolina Borba

meu e-mail: carolcontact4@gmail.com

Sue disse...

Gosto desses personagens... rs...
Bj!