7 de jun de 2007

SONHO SEM FIM


O peito dói,
o coração se contrai,
tento sorrir,
fingir,
enganar...
tento não perder
o controle,
porque você
eu não perdi,
você, eu nunca tive!
Você
foi um sonho,
que não termina,
você
é o sonho que eu
preciso esquecer...
Quero acordar,
preciso parar
de sonhar
com você...
.
Suely Ribella ©

3 comentários:

KarolinaB disse...

Sue, como sempre seus textos são bastante reflexivos. Adoro a simplicidade de expor os sentimentos. Escreva mais!!!

maria rosa d'almeida disse...

Dor d'amor em teu peito reside. Estou a gostar-te, pois tuas palavras se encaixam ao que estou a viver.

roberto disse...

Sonha, Sue, com alguém que lhe mereça. Este, entristece vc, não é bom. Apesar de, o poema está bem bonito. Bj. Roberto