25 de fev de 2008

TATUAGEM INTERNA


Disperso
Do começo ao fim
Elevo às alturas os pensamentos
De dor, angústia, receio
Por minha vida e meu tempo
Se vencerei ou prostrado no caminho
Me atei aos medos
E transformei as lutas
Em tatuagens negras
Feriram a pele
Marcou momentos
E desatento, pereci
Mas hoje vejo
O tempo passa
Almas desata
Contudo mostra, é só passagem
Vem desmanchando devagarinho
Esta ferida ou tatuagem

(Ferina* Karolina B)
Foto:site Yotophoto

Nenhum comentário: