2 de nov de 2008

FINADOS


Repenso mortos,
os que enterramos,
os que não pudemos nos despedir,
os que ainda não acreditamos
que se foram, não aceitamos,
os que nos fazem falta,
os que já foram tarde.
Repenso os mortos
que deixaram saudade,
os que não tiveram
os seus pra lhes enterrarem,
os que sofreram,
os que se foram de repente...
Repenso mortos,
os que são sempre lembrados,
os que ficam esquecidos,
os que ainda não sabem
que morreram
e transitam entre os vivos.
Repenso os mortos.
Repenso-me.
.
Suely Ribella ©

2 comentários:

Pedro Berocan disse...

Aos mortos, uma boa memória
Infelizes são os transitam mortos
Ainda entre os vivos

karolina disse...

Finados, procuro pensar neles como o bom passado. E ter a memória deles no meu turbulento presente e (selá) no meu grande futuro.

Bjos Sue!