31 de mai de 2010

COMPANHIAS


Não esperei
a felicidade me encontrar,
por ela fui procurar,

me aproximei,

ela fingiu que não me viu,

me rejeitou, riu,

outro caminho seguiu,
me deixou para trás

como se eu fosse ninguém...

Desapontada fiquei,

não desisti, segui,

deparei com a tristeza,

a saudade, a melancolia,

que me sorriram,

viram que eu era alguém...

e hoje me fazem companhia...

A felicidade não quis

ser minha companheira,

fugiu de mim a vida inteira...

.

Suely Ribella ©

Um comentário:

Solange disse...

quando a felicidade passou por mim, foi arrancada pelas mãos de uma senhora que até hoje vive..
covardia dele..posse dela..
e assim seguem até hoje..
bjs.